História do Origami

Origami

De forma simples, é a arte de dobrar o papel.É uma arte milenar japonesa cujo nome de origem "orikami", significa dobrar papel ("ori" - dobrar e "kami" - papel) e quando pronunciadas juntas, o "k" é subtituído pelo "g". Transmitida de geração em geração entre os japoneses, desenvolveu-se de forma cativante. Hoje está muito longe de ser uma arte exclusiva ou principalmente japonesa pois existem adeptos em todo o mundo, e inclusiva dobraduras tradicionais do ocidente.

O origami tem suas regras: folha de papel quadrada, sem cortes. Mas não são regras absolutas e há inúmeras dobraduras fora desse esquema, mas trazem simplicidade e desafio à criação de modelos. O origami desempenha um papel muito importante no desenvolvimento intelectual da criança, uma vez que desenvolve a capacidade criadora, além de contribuir para o desenvolvimento da psicomotrocidade.

Como surgiu?

Afirmam alguns estudiosos do Origami que o hábito de dobrar papéis é tão antigo quanto a existência da primeira folha de papel obtida na China, há aproximadamente 1800 anos, pela maceração de cascas de árvores e restos de tecêlos. Quando o papel foi introduzido no Japão entre os séculos VI e X por monges budistas chineses, ele somente era acessível à nobreza, por se tratar de um produto de luxo utilizado em festas religiosas e na confecção dos moldes dos quimonos. Os japoneses transmitiam as figuras que criavam através da tradição oral, onde as formas eram passadas de mãe pra filha. Como nenhum desenho tinha sido registrado em livros até então, somente as dobraduras mais simples eram mantidas.

As primeiras instruções escritas sobre o Origami apareceram em 1797 com a publicação do "Senbazuru Orikata" (Como dobrar Mil Garças). Só então, a partir da fabricação do ser próprio papel, o restante da população começou a aprimorar essa arte secular do Origami, que deixou de ser transmitida somente de pais para filhos, desde 1876, passando a fazer parte integrante do currículo escolar desse país. Enquanto isso, na Europa, a arte das dobraduras em papel também estava sendo desenvolvida, principalmente na Espanha. Os árabes trouxeram o segredo da fabricação do papel para o norte da África e, no século VIII os Mouros levaram este segredo até a Espanha. A religião dos mouros proibia a criação de qualquer figura simbólica, de modo que as dobraduras em papel eram usadas por eles apenas para estudar a geometria presente nas formas e nas dobras. Depois que os mouros foram expulsos da Europa, os espanhóis foram além dos desenhos geométricos e desenvolveram a "papiroflexia", uma arte popular praticada até hoje na Espanha e na Argentina. Pelo fato de essa arte-magia, como gostamos de defini-la, ter sido aprimorada e divulgada no Japão, tornou-se internacionalmente conhecida pelo nome de Origami. 

Pague com
  • PagSeguro
  • MercadoPago
Selos
  • Site Seguro

© Todos os direitos reservados. 2017